Duelo de opostos

Lanterna contra vice-líder

Invicto e em segundo na tabela de classificação do Gauchão, Xavante vai a Porto Alegre nesta quarta-feira para enfrentar o Grêmio, último colocado

07 de Fevereiro de 2018 - 07h00 Corrigir A + A -

Por: Henrique Risse
esporte@diariopopular.com.br 

Gustavo Bastos deve fazer sua estreia com a camisa rubro-negra (Foto: Carlos Insaurriaga/GEB)

Gustavo Bastos deve fazer sua estreia com a camisa rubro-negra (Foto: Carlos Insaurriaga/GEB)

Brasil e Grêmio se enfrentam às 21h45min desta quarta-feira (7), na Arena, em um legítimo duelo de opostos. De um lado, o 2º colocado do Gauchão, invicto, dono da melhor defesa e com pontuação de líder. Do outro, o lanterna, com apenas um ponto, com a defesa mais vazada e vindo de quatro derrotas consecutivas. A ironia aí é que quem pode assumir a liderança do Estadual é o Xavante.

É verdade que os titulares do Tricolor só disputaram um jogo até aqui (derrota para o Cruzeiro), mas os números não mentem. O time de Renato Portaluppi vai entrar em campo em Porto Alegre na obrigação de vencer o rubro-negro. Com tudo isso, o Brasil espera aproveitar a pressão sobre o rival para, enfim, assumir a liderança isolada do Campeonato Gaúcho.

“A confiança estará do nosso lado no jogo desta quarta-feira, pela fase que a gente vive. Eles vão entrar mais pressionados, tem o fator torcida que pode pegar no pé se eles não começarem bem. Temos que ter a mesma postura dos outros jogos, uma marcação muito forte e explorar o nosso contra-ataque. A gente tem que entrar em campo sabendo que vai ser pressionado, mas sabendo que temos qualidade para fazer o nosso jogo. Eles vão ter que atacar, vão ter que pressionar e, consequentemente, os espaços vão aparecer”, destacou o lateral esquerdo Bruno Collaço, formado nas categorias de base do Grêmio.

Xavante desfalcado
Na comparação com o time que venceu o Internacional no domingo, o técnico Clemer deve fazer seis alterações. Os meias Mossoró e Alisson Farias, que não atuaram por questões contratuais com o Inter, retornam naturalmente nas vagas de Calyson e Deyvid Sacconi. O lateral esquerdo Artur também está liberado, mas existe a possibilidade de Bruno Collaço seguir na equipe.

“A gente ainda não sabe quem joga. Estamos projetando o jogo mais difícil até agora, pela qualidade do adversário, assim como foi contra o Inter, mas agora tem o fator campo. Quem entrar vai ter que estar bem concentrado para que a gente mantenha uma postura segura, sobretudo atrás, para conseguir um bom resultado lá”, analisou Bruno Collaço, em entrevista coletiva concedida na terça-feira pela manhã.

Dono da melhor defesa do Gauchão com apenas um gol sofrido em cinco partidas, o Xavante vai ter que se virar com a zaga reserva. Leandro Camilo (expulso) e Heverton (3º cartão amarelo) estão suspensos e serão substituídos por Rafael Dumas e Gustavo Bastos, que ainda não estrearam com a camisa rubro-negra.

Desfalque atrás e desfalque também lá na frente. O centroavante Luiz Eduardo, artilheiro do time com três gols, sofreu uma contratura na coxa e será preservado na Arena. Matheus Lima deve ser o substituto do camisa 9.

FICHA TÉCNICA

Grêmio: Marcelo Grohe, Madson (Alisson), Geromel, Kannemann, Cortêz, Maicon, Jaílson, Léo Moura, Luan, Everton e Cícero. Técnico: Renato Portaluppi

Brasil: Marcelo Pitol, Éder Sciola, Rafael Dumas, Gustavo Bastos, Artur, Leandro Leite, Itaqui, Mossoró, Toty, Alisson Farias e Matheus Lima. Técnico: Clemer

Árbitro: Anderson Farias

Horário: 21h45min

Local: Arena do Grêmio, em Porto Alegre


Comentários


Diário Popular - Todos os direitos reservados