Eleições 2018

Condenado, Lula mantém liderança

Sem o ex-presidente, Bolsonaro assume a ponta apesar de não vencer nenhum outro no segundo turno

01 de Fevereiro de 2018 - 11h00 Corrigir A + A -

Mesmo com a iminente possibilidade de ficar fora das eleições em 2018 após ser condenado em segunda instância, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) continua em primeiro lugar nas intenções de votos dos brasileiros. É o que mostra a pesquisa Datafolha divulgada na quarta-feira (31). Sem Lula na disputa, quem assume a liderança é Jair Bolsonaro (PSC).

A pesquisa foi realizada entre os dias 29 e 30 de janeiro e entrevistou 2.826 pessoas em 174 municípios. A margem de erro é de dois pontos percentuais para mais ou para menos. A pesquisa tem o nível de confiança de 95%.

Ao todo foram simulados nove cenários - cinco com Lula em primeiro lugar e quatro com Bolsonaro na liderança. A média das intenções de voto em Lula varia entre 34% e 37%. Nestes, Bolsonaro alcança de 15% a 18% do eleitorado. O atual presidente da República, Michel Temer (MDB), possui 1% das intenções de voto.
Sem Lula, Bolsonaro assume a preferência e flutua entre 18% e 20% das intenções do eleitorado brasileiro. Figura já tradicional na eleição presidencial, Marina Silva (Rede) fica em segundo lugar na frente de Ciro Gomes (PDT). O tucano Geraldo Alckmin (PSDB) alcança o máximo de 11% em cenários sem Lula e Marina Silva.

Segundo turno
Para o segundo turno, a Datafolha fez seis simulações. Forte sem Lula no primeiro turno, o deputado Jair Bolsonaro perde novamente em todos os cenários de segundo turno para Lula, Marina e Geraldo Alckmin. Lula mantém a vantagem apresentada nos cenários de primeiro turno e venceria Alckmin, Bolsonaro e Marina.
Alckmin aparece com vantagem de dois pontos percentuais em cima de Ciro Gomes e Bolsonaro. No entanto, pela margem de erro, o tucano aparece empatado com os dois outros candidatos.

Rejeitados
Os políticos mais rejeitados para a disputa no primeiro turno são Michel Temer, com 60% de rejeição, Fernando Collor (PTC), com 44%, Lula, com 40%, e Bolsonaro, com 29%.


Comentários


Diário Popular - Todos os direitos reservados