Facilidade

Maior agilidade no registro de empresas

Projeto-piloto do serviço de registro empresarial on-line é lançado em Pelotas

20 de Abril de 2017 - 16h29 Corrigir A + A -

Por: Maria da Graça Marques
graca@diariopopular.com.br 

O diretor-superintendente do Sebrae, Derly Fialho, destacou o pioneirismo (Foto: Daniela Barcellos - Palácio Piratini)

O diretor-superintendente do Sebrae, Derly Fialho, destacou o pioneirismo (Foto: Daniela Barcellos - Palácio Piratini)

Em projeto-piloto, foi lançada na quarta-feira (19) a Junta Digital, o serviço de registro empresarial realizado pela internet, que garantirá mais rapidez, comodidade e segurança aos empreendedores. No âmbito da Regional Sul do Serviço de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae), além de Pelotas, também terão a Junta Digital em implantação as cidades de Rio Grande, São Lourenço do Sul, Camaquã e Tapes.

Inicialmente, o cadastro será digital, mas a entrega da documentação terá que ser física, o que não eliminará o funcionamento dos postos da Junta Comercial. Até o momento, 80 municípios gaúchos estão integrados à Redesimples, com a meta de atingir 100 até o final do ano, com abrangência de 87% das micro e pequenas empresas. São estes municípios que terão implantada a Junta Digital.

O modelo foi adotado pioneiramente pela Junta Comercial de Minas Gerais (Jucemg). “Ser o segundo estado a colocar a Junta Digital em prática é motivo de orgulho para todos nós”, destacou o diretor-superintendente do Sebrae gaúcho, Derly Fialho. Do total de R$ 7 milhões investidos no projeto Redesimples, R$ 5 milhões foram destinasos pelo Sebrae.

Na solenidade, com a presença do governador José Ivo Sartori, o destaque foi para a agilidade do serviço oferecido pela Junta Comercial, Industrial e Serviços do Rio Grande do Sul (Jucis) na abertura, alteração ou fechamento das empresas em todo o Estado. A meta é que os processos sejam feitos sem a necessidade de documentos em papel.


Comentários


Diário Popular - Todos os direitos reservados