Emendas

Deputado anuncia verbas para Pelotas

O ex-ministro do Trabalho é pré-candidato à reeleição como deputado federal

17 de Janeiro de 2018 - 15h25 Corrigir A + A -
Visita foi no final da manhã desta quarta-feira no gabinete da prefeita.   (Foto: Gabriel Huth - DP)

Visita foi no final da manhã desta quarta-feira no gabinete da prefeita. (Foto: Gabriel Huth - DP)

O deputado federal e último ministro do Trabalho, Ronaldo Nogueira (PTB), cumpriu agenda em Pelotas nesta quarta-feira. No final da manhã, o petebista esteve reunido com a prefeita Paula Mascarenhas (PSDB) e o vice Idemar Barz (PTB) para anunciar emendas e recursos para o município.

Através da União, Nogueira pleiteou recursos para a instalação de cinco gabinetes odontológicos, que deverão ser distribuídos entre Unidades Básicas de Saúde e a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) Bento, com previsão para inauguração até a metade de 2018. O político também anunciou recursos para a compra de quatro ambulâncias para o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU).

"Dois gabinetes e duas ambulâncias já foram empenhadas", anunciou o deputado.

"Pelotas agradece. Não temos deputado federal da terra, mas temos amigos", respondeu a prefeita Paula Mascarenhas. Ela também disse que a novidade vem ao encontro das obras do governo, com pretensão de inaurgurar duas UBS na zona rural e uma na área urbana em 2018.

Região terá pelo menos cinco candidatos a deputados federal e estadual

A UPA Bento será a primeira a disponibilizar plantão 24h em odontologia. "Vai ser o primeiro serviço odontológico 24h do município", exaltou a prefeita.

Enquanto ministro

Após os anúncios oficiais, a conversa rumou para as ações de Nogueira enquanto ministro do Trabalho. Foi durante sua gestão que o governo aprovou a tão criticada Reforma Trabalhista.

"Eu fui muito criticado pelo decreto sobre o Trabalho Escravo. Eu tenho jeito de escravocrata?", questionou em tom irônico o político.

O ex-ministro ainda classificou a questão do trabalho no Brasil em três fases: "A Lei Áurea, no século 19, depois a Consolidação da Legislação Trabalhista no século 20 e a modernização das relações de trabalho no século 21".

Ronaldo Nogueira deixou a pasta para concorrer à reeleição em 2018.


Comentários


Diário Popular - Todos os direitos reservados