Reforço

4º BPM recebe cinco viaturas em Pelotas

Cerimônia de entrega dos veículos de modelo Toyota Corolla ocorre nesta quinta-feira com a presença do governador José Ivo Sartori; Rio Grande receberá três viaturas

27 de Dezembro de 2017 - 20h39 Corrigir A + A -

O governador José Ivo Sartori (PMDB) estará nesta quinta-feira (28) em Pelotas para a entrega de oito viaturas à Brigada Militar (BM), modelo Toyota Corolla. Cinco dos veículos são destinados ao 4º Batalhão de Polícia Militar e outros três ao 6º BPM, em Rio Grande. A cerimônia de entrega acontece ao meio-dia, na sede do Comando Regional de Policiamento Ostensivo do Sul (CRPO-Sul). A expectativa é de que os veículos já entrem em circulação no período da tarde. O governo estadual anunciou que outras 120 viaturas serão adquiridas em fevereiro, mas não há informação se a Zona Sul será beneficiada.

A última vez que o 4º Batalhão de Polícia Militar recebeu nova frota de veículos foi em 2014. Na ocasião, o governador Tarso Genro (PT) destinou quatro Renault Duster para Pelotas e uma para o município de Canguçu. Na época, 13 viaturas foram entregues aos batalhões de abrangência do CRPO-Sul.

No Estado, a entrega dos novos veículos à corporação se iniciou na última terça-feira, pela Região Metropolitana. Ao total, o governo deve reforçar os batalhões da BM com 118 viaturas. "A aquisição de equipamentos de primeira qualidade é a prova da valorização que o governo dá à Segurança Pública", disse o secretário de Segurança Pública, Cezar Schirmer, durante o ato.

Segundo nota do governo estadual, a distribuição das viaturas seguiu critérios técnicos, priorizando municípios com mais de 35 mil habitantes e com maiores índices de criminalidade - a maior parte no Litoral, na Região Metropolitana e na Serra. A capital, Porto Alegre, recebeu 47 viaturas e Caxias do Sul, segunda maior cidade do Estado, sete.

As cinco viaturas chegam a Pelotas para somar à atual frota. O Comando do CRPO-Sul não pode informar o número de viaturas à disposição. No entanto, o tenente-coronel Ortiz garante que a frota atual está em bom estado e é suficiente para a região. "Enfrentamos uma séria defasagem de efetivo, então podemos dizer que o número de veículos é suficiente. É importante essa renovação constante de veículos, para dar mais segurança ao batalhão e à população."

Ainda segundo Ortiz, os novos veículos eram uma demanda da corporação. Já a escolha dos modelos fica por conta do governo estadual. O tenente-coronel explica que ainda é cedo para opinar sobre as novas viaturas. "É importante essa renovação da frota. Agora cabe aos motoristas a adaptação à direção dos novos carros. Evitar desgastes nas ruas e acidentes."


Comentários


Diário Popular - Todos os direitos reservados