Data

Sindilojas projeta vendas de Natal 3,2% maiores

Segmentos como os de confecções e calçados são os mais otimistas, segundo o presidente da entidade, Gilmar Bazanella

09 de Novembro de 2017 - 12h29 Corrigir A + A -

Por: Maria da Graça Marques
graca@diariopopular.com.br 

Expectativa. Comerciantes de confecções entre os mais otimistas. (Foto: Carlos Queiroz - DP)

Expectativa. Comerciantes de confecções entre os mais otimistas. (Foto: Carlos Queiroz - DP)

Com base em levantamento feito com os associados, o Sindicato do Comércio Varejista (Sindilojas) de Pelotas projeta crescimento de 3,2% nas vendas para o Natal, na comparação com a data do ano passado.

Segmentos como os de confecções e calçados são os mais otimistas, segundo o presidente da entidade, Gilmar Bazanella.

Pesquisa da Confederação Nacional dos Dirigentes Lojistas (CNDL) com o Serviço de Proteção ao Crédito (SPC) Brasil, divulgada na quarta-feira (8), mostra que as perspectivas para o Natal deste ano refletem uma lenta e gradual recuperação econômica, com 110,8 milhões de consumidores presenteando, enquanto em 2016, eles foram 107,6 milhões. 

Na movimentação de recursos no comércio brasileiro, o aumento deve ser de R$ 50 bilhões para R$ 51,2 bilhões. Segundo o presidente do SPC Brasil, Roque Pellizzaro Júnior, o Natal deve continuar sendo o período mais aguardado do ano tanto pelos comerciantes como pelos consumidores.

Principais dados da pesquisa da CNDL com o SPC Brasil

►73% dos brasileiros pretendem comprar presentes

►R$ 51,2 bilhões serão gastos com eles

►Custo médio de cada presente deve ser de R$ 103,83

►Roupas serão preferidas por 56% dos consumidores

►Cada consumidor pretende comprar entre quatro e cinco presentes

►25% garantem que comprarão presentes melhores

►52% pretendem pagar a compra de presentes à vista

►O parcelamento deve ser em cinco vezes


Comentários


Diário Popular - Todos os direitos reservados