Titularidade

Jovem liderança

Com contrato renovado, Vinícius Prise fala sobre sua forte presença no vestiário e a expectativa para a Série A2

05 de Novembro de 2017 - 17h00 Corrigir A + A -

Por: Vinícius Guerreiro
vinicius.guerreiro@diariopopular.com.br

Mesmo novo, atleta afirma que vai buscar seu novo espaço em 2018 (Foto: Thales Real - AI ECP)

Mesmo novo, atleta afirma que vai buscar seu novo espaço em 2018 (Foto: Thales Real - AI ECP)

Dificilmente Vinícius Parise será titular do Pelotas na Divisão de Acesso. A comissão técnica procura um goleiro experiente e com maior bagagem. Luiz Muller e Vanderlei, ambos ex-rubro-negros, foram especulados. Porém, o goleiro de apenas 20 anos foi o primeiro procurado pela direção para renovar. Os motivos: aposta na qualidade técnica, mas principalmente na liderança dentro do elenco.

Quem acompanhou o Lobo durante a Copa Paulo Sant'Ana percebeu que Parise era o primeiro a ir até os companheiros no intervalo. Abraçava e falava com um por um na entrada do túnel da Boca do Lobo. O jovem goleiro tentava motivar os companheiros. "É o meu jeito. Eu sempre tento motivar ou passar uma orientação", explicou.

Esse espírito de dedicação e a sua liderança foram exaltados pela direção áureo-cerúlea. Dentro dos treinamentos, Parise sempre foi um dos mais aplicados. A direção acredita que essa postura contagia outros companheiros. Intensidade é algo bastante cobrado pelo técnico Thiago Gomes. "Minha escolha é de permanecer, pois acredito muito no projeto do clube. Esse meu jeito pode ter ajudado, mas é porque tenho trabalhado duro. Sempre me dedico bastante", ressaltou.

Mesmo jovem, Vinícius não se contenta com o banco de reservas. Sabe que não será "o ficha um" como revela. Porém, afirma que vai brigar pela posição. "Vou chegar para brigar para jogar. Quero estar preparado para isso e se eu tiver a oportunidade", revelou.

Avaliação
Na visão do goleiro, o Pelotas perdeu por não conseguir render no segundo jogo frente ao Aimoré na semifinal. Reconhece o mau início de competição, porém ressalta a crescente da equipe. "Nós começamos mal, mas tivemos uma grande evolução. Faltou jogar um pouco mais o segundo jogo e um pouco de sorte. O gol que o cara fez, dificilmente fará outra vez", falou.

Em relação ao que esperar do Lobo na Divisão de Acesso, Parise afirma: "O objetivo é o acesso. Temos que ter uma boa recepção com os companheiros que vão chegar. Mostrar para eles que é um time com torcida e com cobrança da imprensa. Um lugar que tem que se cuidar mais e se doar mais", finalizou.


Comentários


Diário Popular - Todos os direitos reservados