Brasil está em 5° colocado e com 30 pontos

Brasil está em 5° colocado e com 30 pontos

Pesquisa

As probabilidades do segundo turno para o Xavante

Segundo site especializado, Brasil tem 1,6% de chance de rebaixamento e 12% para alcançar o acesso à Série A do Brasileiro

06 de Agosto de 2016 - 14h30 Corrigir A + A -

Por: Vinícius Guerreiro
vinicius.guerreiro@diariopopular.com.br

Brasil está em 5° colocado e com 30 pontos

Brasil está em 5° colocado e com 30 pontos

Caso o futebol fosse apenas matemática, o torcedor rubro-negro já poderia comemorar a permanência na Série B do Brasileiro. É isto que diz o site Chance de Gol, criado por Marcelo Leme de Arruda, estatístico graduado e pós-graduado pela Universidade de São Paulo, apresentando um artigo sobre probabilidade aplicada a futebol. Marcelo também trabalhou na Revista Placar e na Folha de São Paulo. Nas projeções de Arruda o Brasil tem apenas 1,6% de chance de rebaixamento após o encerramento do primeiro turno. Em relação ao acesso, a probabilidade não é tão otimista. Os números apontam 12% de chance de conquistar o acesso para a Série A.

O que pode estranhar ao torcedor que olha em primeiro momento é como o Brasil, 5° colocado e com 30 pontos, pode ter menos probabilidade de subir que o Bahia, 13° com 24 pontos. Nos cálculos, o estatístico leva em conta a “força” de cada equipe. Calculada através dos seus últimos 12 meses e não apenas dentro da competição. Fatores como número de gols feitos e sofridos, desempenho como mandante e visitante, por exemplo. Ter atuado na Série A do ano passado dá ao Bahia um peso maior do que os jogos do Xavante na Série C, por exemplo. Segundo o estatístico, um time que chegar aos 61 pontos terá 50% de chance de subir. O rubro-negro teria que conquistar um ponto a mais do que fez na primeira metade da Série B.

Vasco favorito
Nos números, o Vasco tem 99,6% de probabilidade de subir. Em relação ao título, 87,3%. Os outros favoritos a conquistarem o acesso seriam Ceará (69,4%), CRB (59,8%) e Atlético-GO (57,5%). Na parte de baixo da tabela o Sampaio Corrêa tem 98,3% de rebaixamento. Joinville (78,5%), Tupi (74,8%) e Avaí (39%) completam a lista de quem tem maior probabilidade de queda. Para ter chances mínimas de escapar, a projeção é de 43 pontos ao fim da competição.

Sem meta
O técnico Rogério Zimmermann afirma não ser ligado em probabilidades. Prefere pensar nos pontos jogo a jogo. Acredita que estabelecer uma pontuação alta, acaba gerando uma expectativa e uma pressão desnecessária. Por isso o comandante xavante não faz projeções para o segundo turno, que se inicia no final do mês. A preocupação é manter a regularidade que levou o Brasil à quinta colocação após 19 jogos. “Fazemos uma campanha boa e uma boa marca de 30 pontos. Não muda muito no segundo turno. Jogos seguirão parelhos, exatamente da maneira que imaginávamos. O pensamento da regularidade segue o mesmo”, analisou Rogério.

O nível de atuação é destacado pelo treinador rubro-negro. Zimmermann classificou como “satisfatório contra todos os adversários”. Porém, o treinador alerta para as armadilhas do futebol. As equipes agora não serão mais as mesmas. O Paraná, por exemplo, primeiro adversário do rubro-negro na Série B, evoluiu bastante e será outro na partida do dia 19 deste mês. “Isso pode ser para o bem e para o mal. As equipes de baixo podem crescer ou piorar. Assim como as de cima. O que me agrada é termos essa regularidade. Mas não há como prever se será mantida”, comentou.

Opinião - Sérgio Lemes

O Brasil pode repetir esta campanha no 2º turno?
“É difícil duvidar dos limites da equipe de Rogério Zimmermann. Acredito que o returno da Série B será muito mais complicado, por conta do investimento dos rivais. Mas o sonho da Série A é real. A proximidade da equipe rubro-negra para os times do G4 é muito grande, tirando o Vasco. E dentro de campo, o Xavante vem tendo atuações muito boas. Se começar a pontuar fora de casa, o Brasil se torna candidato forte ao acesso.”

36

361


Comentários


Diário Popular - Todos os direitos reservados