Um caminhão conduz os visitantes  em uma expedição a Skull Island (Foto: Divulgação - DP)

Um caminhão conduz os visitantes em uma expedição a Skull Island (Foto: Divulgação - DP)

É possível até sentir a respiração do lendário gorila (Foto: Divulgação - DP)

É possível até sentir a respiração do lendário gorila (Foto: Divulgação - DP)

A ação ocorre dos dois lados do caminhão, onde morcegos gigantes e criaturas nojentas travam uma batalha com a chefe da expedição.  (Foto: Divulgação - DP)

A ação ocorre dos dois lados do caminhão, onde morcegos gigantes e criaturas nojentas travam uma batalha com a chefe da expedição. (Foto: Divulgação - DP)

 Magic Kingdom, o parque mais antigo e icônico da Disney, fica o Castelo da Cinderela (Foto: Divulgação - DP)

Magic Kingdom, o parque mais antigo e icônico da Disney, fica o Castelo da Cinderela (Foto: Divulgação - DP)

Quem gosta de brinquedos radicais procura as atrações do Busch Gardens (Foto: Divulgação - DP)

Quem gosta de brinquedos radicais procura as atrações do Busch Gardens (Foto: Divulgação - DP)

Turismo

Aterrorizante anfitrião em Orlando

King Kong se transforma em brinquedo do complexo da Universal

06 de Agosto de 2016 - 19h00 Corrigir A + A -

Agência Estado

Um caminhão conduz os visitantes  em uma expedição a Skull Island (Foto: Divulgação - DP)

Um caminhão conduz os visitantes em uma expedição a Skull Island (Foto: Divulgação - DP)

É possível até sentir a respiração do lendário gorila (Foto: Divulgação - DP)

É possível até sentir a respiração do lendário gorila (Foto: Divulgação - DP)

A ação ocorre dos dois lados do caminhão, onde morcegos gigantes e criaturas nojentas travam uma batalha com a chefe da expedição.  (Foto: Divulgação - DP)

A ação ocorre dos dois lados do caminhão, onde morcegos gigantes e criaturas nojentas travam uma batalha com a chefe da expedição. (Foto: Divulgação - DP)

 Magic Kingdom, o parque mais antigo e icônico da Disney, fica o Castelo da Cinderela (Foto: Divulgação - DP)

Magic Kingdom, o parque mais antigo e icônico da Disney, fica o Castelo da Cinderela (Foto: Divulgação - DP)

Quem gosta de brinquedos radicais procura as atrações do Busch Gardens (Foto: Divulgação - DP)

Quem gosta de brinquedos radicais procura as atrações do Busch Gardens (Foto: Divulgação - DP)

Kong, Kong, Kong.” De dentro da boca de uma caveira gigante, uma mulher de aparência assustadora e cajado em punho amaldiçoa os visitantes. De suas palavras, só é possível compreender o que realmente importa: o nome do famoso gorila do cinema. O salão iluminado pelos olhos flamejantes das caveiras antecipa o clima nada amistoso da nova atração do parque Islands of Adventure, no complexo da Universal. Cada passo adiante na fila do brinquedo Skull Island: Reign of Kong (Ilha da Caveira: Reinado de Kong) faz aumentar o clima de tensão rumo ao encontro inevitável com o gorila gigante.

Inaugurado há duas semanas, o brinquedo é a estreia mais barulhenta da atual temporada de verão em Orlando. A cidade da diversão - poderíamos chamá-la de reino, para ecoar o nome da atração de King Kong - passou as últimas semanas apresentando novidades nos seus principais grupos de parques.

Sea World e Busch Gardens recebem com tubarões e cobras. A nova montanha-russa Mako é parte da recém-adotada estratégia de tirar o foco das atrações com animais. O grupo anunciou que pretende encerrar os shows com orcas, sua marca registrada. Mas a mudança ainda não tem data definida.

A Disney inaugurou o brinquedo Frozen Ever After e a nova versão do Soarin, no Epcot, e deu nova iluminação à Árvore da Vida, no Animal Kingdom. Fora dos parques, o I-Drive 360 se consolidou como passeio imperdível - mais um - em Orlando.

Grande encontro
No reino de Kong, 72 visitantes embarcam em um caminhão de expedição de 12 metros de comprimento e 17 toneladas, com insuspeita capacidade para fazer curvas afiadas e manobras perigosas na estrada acidentada da selva.

São cinco os guias que se alternam na condução do veículo: Becky Callahan, a vaqueira pirada que não se amedronta diante dos perigos; Will Denham, caçador de aventuras que é sobrinho do famoso diretor de Cinema Carl Denham (personagem vivido por Jack Black no longa King Kong de 2005); Jinks Costanza, um ex-presidiário da cidade de Nova York que desconfia dos mistérios da ilha; Kalana, uma mística descendente dos primeiros nativos que se estabeleceram por ali; e Charles “Doc” Jordan, um doutorando em Paleontologia que largou os estudos para explorar o mundo.

Sons e cânticos dão início à expedição. Ao chegar a uma enorme parede de um templo, a gigantesca porta de madeira se abre lentamente, revelando um labirinto de cavernas. Daí para frente, começa uma das mais realistas experiências 3D do parque.

A ação ocorre dos dois lados do caminhão, onde morcegos gigantes e criaturas nojentas travam uma batalha com a chefe da expedição. Na floresta, a aventura fica ainda mais hostil. Cercado por uma horda de dinossauros, o veículo começa a ser atacado, até que o grande astro da atração chega para a batalha final.

O encontro com o lendário macaco que escalou o Empire State Building é de tirar o fôlego. Em tamanho “natural”, a criatura tem a cabeça maior que um carro e expressões faciais muito realistas. É possível até sentir a respiração de Kong. Mas lembre-se: a aventura pelas novas e velhas atrações de Orlando apenas começou.

Do gorilão ao Castelo de Hogwats
Kong chega ao parque Islands of Adventure (ingresso a 105 dólares para um dia), no complexo Universal, para dividir as atenções com Harry Potter. Inaugurada em 2010, a área dedicada ao bruxo dos livros da autora J.K. Rowling reproduz a vila de Hogsmeade.

A fila do simulador Harry Potter and the Forbidden Journey se estende por dentro do Castelo de Hogwarts. Passa por quadros dos professores (que mexem os olhos), pelo escritório de Dumbledore, pela sala comunal de Grifinória e leva a um encontro com holografias de Harry, Ron e Hermione antes da atração principal. De Hogsmeade, o trem Expresso de Hogwarts conduz os visitantes ao parque vizinho, Universal Studios, por uma paisagem inesquecível do interior da Inglaterra, com direito a momentos de tirar o fôlego - como o encontro com criaturas mágicas e até com os Dementadores.

Magia, heróis e vilões
Ao desembarcar do Expresso de Hogwarts, você estará no Universal Studios, o primeiro parque do complexo Universal em Orlando. Atenção: será preciso comprar ingresso para os dois parques; o combo custa 155 dólares (um dia) ou 219 (dois dias). Tíquete só para o Universal Studios, um dia, sai por 105 dólares.

Ali está a outra metade da área dedicada a Harry Potter. Também ficam no parque os simuladores de Transformers, Meu Malvado Favorito e Simpsons. Ainda no complexo Universal, acaba de ser aberto o hotel Loews Sapphire Falls, de temática caribenha (desde 117 dólares por noite). City Walk, o centrinho do complexo, concentra a vida noturna. Vá à cervejaria NBC Sports Grill & Brew, com 100 televisores exibindo partidas esportivas e uma centena de tipos de cerveja. Site: universalorlando.com.

Epcot e Magic Kingdom
Em pleno calor tórrido do verão da Flórida, é no gelo de Arendelle que está a principal atração da Disney para esta temporada. As princesas Elsa e Anna acabam de ganhar residência fixa no pavilhão da Noruega, dentro do Epcot. O brinquedo Frozen Ever After é um carrinho em forma de barco viking para todas as idades, bem tranquilo, que passeia sobre trilhos entre os cenários gelados do filme Frozen. No fim, passe pelo Royal Summerhus para um encontro - e a foto, claro - com as princesas em pessoa.

O simulador Soarin, que durante muito tempo encantou visitantes com um sobrevoo de asa-delta às paisagens da Califórnia, foi reinaugurado há menos de um mês, repaginado. Bem perto do Soarin, a atração Turtle Talk, estrelada pela tartaruga Crush, de Procurando Nemo, ganhou novos integrantes: os personagens da animação Procurando Dory, claro.

Ao se transferirem definitivamente para o Epcot, Elsa e Anna deixaram vagas abertas no Princess Fairytale Hall, no Magic Kingdom, o parque mais antigo e icônico da Disney - onde fica o Castelo da Cinderela. No lugar das moradoras de Arendelle agora estão Tiana (A princesa e o sapo) e Aurora (A Bela Adormecida). O ingresso do Epcot começa em 97dólares, para um dia. O Magic Kingdom custa a partir de 105 dólares. Há combos com descontos.

Saiba mais
Como chegar

São Paulo a Orlando, ida e volta, desde R$ 1.825,00 na Azul (voeazul.com.br); 609 dólares na American (em agosto; aa.com); 655 dólares na Delta (em outubro; delta.com); e 1.277,90 dólares na Copa (em agosto; copaair.com)

Site
visitorlando.com/ pt-gl, em português; também disneyparks.disney.go.com

Visto
tinyurl.com/vistodoseua

*Os repórteres viajaram a convite de Universal Orlando Resort e Visit Orlando


Comentários


Diário Popular - Todos os direitos reservados