Equipe de dez conciliadores e mediadores prestará o serviço no condomínio em visitas semanais (Foto: Flávio Neves - DP)

Equipe de dez conciliadores e mediadores prestará o serviço no condomínio em visitas semanais (Foto: Flávio Neves - DP)

Solução

Para mediar e conciliar, projeto Bons Vizinhos é inaugurado no Buenos Aires

Com a intervenção os moradores terão atendimento pelos conciliadores e mediadores dentro do condomínio

12 de Setembro de 2015 - 16h33 Corrigir A + A -
Equipe de dez conciliadores e mediadores prestará o serviço no condomínio em visitas semanais (Foto: Flávio Neves - DP)

Equipe de dez conciliadores e mediadores prestará o serviço no condomínio em visitas semanais (Foto: Flávio Neves - DP)

Morar em condomínios residenciais do Minha Casa, Minha Vida tornou-se a conquista da casa própria para muitos habitantes de Pelotas nos últimos anos. Entretanto, a realização deste sonho também foi acompanhada por problemas. Nem sempre a convivência entre tantas pessoas acontece é harmoniosa e conflitos, motivados por situações cotidianas, acumulam-se nas esferas judiciais e policiais. Para promover a solução destes problemas através da conciliação e mediação, o Tribunal de Justiça (TJ/RS) em parceria com a prefeitura, inaugurou o Projeto Bons Vizinhos, no Residencial Buenos Aires, neste sábado (12).

Com a intervenção do Centro de Judiciário de Solução de Conflitos e Cidadania (Cejusc) da Comarca de Pelotas, os moradores terão atendimento pelos conciliadores e mediadores dentro do condomínio. Facilitando o acesso e promovendo a aproximação do serviço nos locais onde acontece grande concentração de conflitos. Desde a música alta do apartamento ao lado até a confraternização na churrasqueira fora dos horários permitidos. Estes são exemplos de casos que passaram a ser atendidos sem a necessidade de processo judicial ou registro na Brigada Militar (BM).

Para a moradora Valéria Cunha, 47, o projeto será a saída para resolver situações como o barulho de obras durante a noite ou nos apartamentos próximos. Assim como outras pessoas que moram no Buenos Aires, a servidora municipal já enfrentou conflitos com vizinhos. "Enfrento diversos problemas e por isso acredito que com a ajuda da Justiça poderemos, enfim, solucionar", argumenta.
Serviço

Equipe de dez conciliadores e mediadores prestará o serviço no condomínio em visitas semanais. Caso a situação não consiga ser resolvida pelo projeto, o encaminhamento judicial será realizado. Participaram do lançamento, o síndico do Buenos Aires, Leandro Borges, o secretário de Habitação e Regularização Fundiária, Ivan Vaz, o juiz coordenador do Cejusc, Marcelo Malizia Cabral, além de moradores.


Ampliação

Conforme o juiz Marcelo Cabral, a intenção é de estender o projeto, nos próximos anos, a todos os condomínios do Minha Casa, Minha Vida do município. Em novembro, outo residencial deve contar o Bons Vizinhos. Além disso, a intenção do Cejusc é de capacitar moradores para os serviços de conciliação e mediação, promovendo a disseminação da cultura da paz permanente.


Comentários


Diário Popular - Todos os direitos reservados